Os tablets atualmente são o alvo mais importante das publicidades pagas na web. Isso fica muito claro a partir de um novo relatório publicado quinta-feira pela empresa Marin Software.

O recente relatório da empresa intitulado “U.S. Online Advertising Quarterly Report” mostra que os gastos com publicidade em pesquisas nos mecanismos de busca (Google, Yahoo!, Bing) focado em tablets como o iPad aumentaram 40% neste último trimestre.

Esse aumento de investimento por parte dos anunciantes se deve à maior adoção de tablets pelos consumidores  e por as métricas de desempenho de publicidade nesses canais ter se mostrado bastante favorável. Segundo o relatório, a percentagem de cliques provenientes de smartphones e tablets cresceu 14 a 18% durante o segundo trimestre.

Segundo o relatório, “Comparando esses resultados com os resultados de anúncios exibidos em computadores desktop e laptops, anúncios pagos em pesquisas nos tablets continuam a mostrar níveis de desempenho favoráveis. O custo por clique (CPC) de anúncios mostrados em tablets é de 18% menor do que os anúncios mostrados em computadores”.

“Descobrimos que anúncios exibidos em tablets e smartphones, ainda que em estágios iniciais de adoção em relação aos desktops, estão ganhando rapidamente uma grande fatia das publicidades em pesquisas, além de oferecer um desempenho de boa qualidade com um CTR (Clickthrough rate) superior à média. Com esses dispositivos se tornando mais difundidos e os comerciantes visando desenvolver estratégias mais inteligentes, esperamos ver uma porcentagem cada vez maior de gasto com publicidade canalizada para smartphones e tablets”, conclui o relatório.

De fato as pesquisas mostram que os usuários de tablets tem comportamento semelhante aos usuários de desktops. Como mostra o gráfico abaixo, a taxa de conversão, ou o percentual de usuários atingidos pela publicidade que chegam a comprar os produtos ou serviços, dos tablets é semelhante ao dos usuários de desktop. Confira aqui alguns excelentes infográficos a respeito do comércio mobile.

Os usuários de tablets também visitam em média 11 a 12 páginas, semelhante aos usuários de PCs, enquanto os usuários de smartphones visitam aproximadamente sete.

Quando analisamos os resultados de publicidades em redes sociais, em contraste com as publicidades nos mecanismos de busca, elas se mostraram menos efetivas: menos de 1% dos usuários provenientes de anúncions nas redes sociais compram produtos enquanto que no Google esse percentual é de 2,44%. Leia mais sobre o assunto nesse post sobre publicidade no Facebook.

“Neste momento, os anunciantes estão recebendo o melhor dos dois mundos em tablets. A combinação de alto envolvimento do usuário e as métricas de desempenho favoráveis, é ganho certo para os comerciantes”, disse Matt Lawson, vice-presidente de Marketing e Parcerias da Marin Software.

“Para aproveitar a janela de oportunidades, os anunciantes mais experientes vão se tornar mais conscientes a respeito dos dispositivos alvos, implementando campanhas diretamente dirigidas aos usuários de tablets”.

Fontes: VentureBeat e MobileMarketingWatch