Tablets e principalmente o iPad da Apple, têm sido o segmento de dispositivos móveis que mais tem crescido nos últimos anos.

Porém uma pesquisa recente do NPD indica que a sua popularidade deve ser ainda maior: a estimativa é que as vendas passem dos 121 milhões anuais atuais para 416 milhões em 2017, quando o tablet tomará o lugar dos notebooks se tornando o computador móvel mais popular devido à queda nos preços que ocorrerá em breve (O Google Nexus 7 veio pra mostrar isso).

Mas por um bom tempo ainda os tablets estarão restringidos aos mercados mais maduros. Regiões como América do Norte, Europa Ocidental junto com alguns países como Japão, detém 66% de todas as vendas. Essa proporção, de acordo com a NPD, deve permanecer nessa faixa de 60% nos próximos 5 anos.

A causa disso é que em parte ainda faltam estrutura e serviços disponíveis nos mercados emergentes, mas também porque os desenvolvedores preferem focar seus produtos nos mercados maduros e já desenvolvidos.

O crescimento dos tablets também está relacionado ao declínio dos notebooks. A venda de notebook está desacelerando e em 2017 deve haver 393 milhões de notebooks vendidos em comparação a 208 milhões hoje, porém eles estão longe de desaparecer do mercado.

Parte do motivo pelo qual se vê diversos novas funcionalidades agregadas aos tablets é por causa da ênfase na produção de conteúdo. Pesquisas da NPD demonstram como os tablets estão se tornando a principal plataforma para substituir o modelo atual de consumo da televisão tradicional.

 

Fonte: TechCrunch