O Google busca constantemente expandir as barreiras nas tecnologias e serviços que usamos no nosso dia-a-dia, visando sempre a liderança em diversas áreas estratégicas com projetos megalomaníacos.  Foi assim com o GMail em 2004. Naquela época, o Hotmail e Yahoo eram os principais provedores de email e forneciam apenas 5Mb de espaço para armazenamento dos emails. O Gmail estourou por conta do 1GB de espaço que fornecia gratuitamente e que não parou de crescer depois para o usuário nunca mais ter que apagar seus emails.

O cenário se repetiu recentemente com o lançamento do Nexus 7. Vendo a área mobile como um segmento estratégico a dominar, o Google tenta expandir cada vez mais a abrangência do Android. Como já havia bastante concorrentes fortes no mercado de tablets (Apple e Samsung), o Google decidiu usar uma estratégia infalível: atingir o usuário com preços baixíssimos. O preço do Nexus 7 é o preço de custo que o Google tem para produzir os tablets. O Google pretende então lucrar com as vendas no Google Play, a sua loja virtual.

O Google decide agora extender o limite em outra área, a do serviço de internet. Esta é uma área que há muito tempo não tem uma melhora significativa. Diversos internautas pelo Brasil ainda se vêm obrigados a pagar preços altíssimos por uma internet relativamente lenta fora das capitais. E até mesmo nas capitais os preços ainda podem ser considerados muito caros em comparação ao serviço de internet fornecido em outros países. Veja um gráfico abaixo que mostra a evolução da capacidade de processamento e armazenamento comparado à capacidade da banda de internet.

Nesse momento o Google começa a implantar a sua tecnologia em alguns estados dos EUA e está cobrando em torno de U$70,00 por nada mais nada menos que 1000Mbps e o usuário ainda ganha 1TB de armazenamento. Com a aquisição do plano de internet mais TV a cabo, por U$120,00, o cliente ganha de brinde o Nexus 7 (que custa U$200,00). Outra característica marcante do Google Fiber é que você pode ter uma internet de 5Mbps completamente de graça, pagando apenas uma taxa de instalação.

Com esses valores verificamos o tamanho da revolução que está por vir. O Google já possui grandes investimentos em várias áreas de tecnologia como em computação na nuvem, armazenamento e dispositivos móveis, agora entra para dominar outro segmento do mercado.

Fonte: BusinessInsider

Site Oficial do Google Fiber