Estamos vivenciando uma transição para uma era pós PCs. Foi com esta mensagem que Tim Cook, o presente CEO da Apple, iniciou hoje o tão aguardado evento de anúncio do iPhone 5, iOS 6, iTunes 11 e os novos iPod Touch e Nano.”Nós vendemos mais iPads do que qualquer fabricante de PCs conseguiu com toda a sua linha de produtos. Sim, nós estamos num mundo pós PCs”.

Em Junho deste ano a Apple havia vendido mais de 84 milhões de iPads de um total de 400 milhões de dispositivos iOS vendidos. A Apple espera vender pelo menos 8 milhões de iPhones 5 até o final deste ano. Se isto se confirmar, o iPhone 5 será o dispositivo eletrônico vendido mais rápido na história.

iPhone 5

Agora vamos ao que interessa. Coube a Philip Schiller (Vice Presidente Sênior da Apple) a introdução do novo iPhone. O iPhone 5 foi apresentado num pedestal que subiu no meio do palco de apresentação e a explicação é que ele é “uma joia absoluta”, de acordo com Schiller. Ele ainda disse que “o iPhone 5 é a maior coisa que á aconteceu com o iPhone desde o iPhone”.

A grande novidade está no design. O iPhone 5 virá com um acabamento inteiramente de vidro e alumínio na parte de trás, será 18% mais fino que o iPhone 4S com 7,6mm e sua tela será de 4 polegadas. O iPhone 5 pesa 112 gramas e o seu Retina Display terá 44% mais saturação de cor, 20% mais brilho e 326ppi (pixels por polegada), dando uma sensação de cores mais vivas. O display terá a mesma largura do 4S (640 pixels), porém será mais comprido (1136 pixels em relação aos 960 pixels do 4S). Com essas mudanças o aspect ratio do novo iPhone será de 16:9 (ao invés de 3:2 do 4S) possibilitando assim uma experiência verdadeiramente widescreen.

Esta mudança do display, de acordo com Schiller, trará um ganho significativo de espaço na tela, possibilitando uma quinta linha de ícones de apps na tela inicial e também permitindo aos apps tirarem proveito desse espaço de modo a melhorar a organização das informações e oferecer ao usuário uma experiência melhor. Schiller também disse que a mudança foi pensada de modo que o aparelho caiba melhor na mão facilitando assim a navegação.

Quanto à compatibilidade, os apps existentes rodarão no mesmo tamanho que rodam no 4S, sem serem esticados. Ao invés disto, eles serão centralizados e faixas pretas serão colocadas em cima e em baixo, semelhante ao que já acontece com o iPad, que tem um aspect ratio de 4:3.

A outra grande novidade é o suporte à rede 4G, que atinge velocidades até 10 vezes maiores que a 3G, trazendo maiores possibilidades para os aplicativos explorarem melhor a parte de multimídia de alta definição, que representa o maior consumo de banda atualmente. O novo chip presente no iPhone 5 suportará o novo padrão LTE (Long Term Evolution) do 4G assim como o HSPA+, e será compatível com diversas operadoras ao redor do mundo.

Até a Copa do Mundo de 2014 deveremos ver a adoção do 4G LTE em diversas cidades, pois em Junho deste ano as frequências 4G foram a leilão e as principais operadoras (TIM, Oi, Vivo e Claro) conquistaram um pedaço da frequência justamente em preparação aos grandes eventos que estão por vir.

Continuando com as novidades, o iPhone 5 terá um novo conector que se chamará Lightning (nome semelhante ao conector Thunderbolt do MacBook). O conector será 80% menor que o do iPhone 4S, totalmente digital e reversível, ou seja, não tem como errar ao encaixá-lo. Haverá um adaptador para manter a compatibilidade com os acessórios do 4S.

A câmera do novo iPhone (iSight) terá 8mp, iluminação traseira, terá um modo dinâmico para pouca luz, redução de ruído, captura mais rápida e um revestimento das lentes feito de safira, que promete tornar as lentes bem mais resistentes. Haverá uma opção para tirar fotos panorâmicas de até 28 megapixels. Na parte de vídeo, haverá uma melhora na estabilização, detecção de face e a possibilidade de tirar fotos ao mesmo tempo em que se está gravando. Será possível também gravar vídeo em 1080p HD.
 

O iPhone 5 também virá com um terceiro microfone, um traseiro, superior e frontal. Este terceiro ajudará no reconhecimento de voz assim como cancelamento de ruído.
Várias dessas novas adições só foram possíveis graças ao novo chip A6, que promete ser duas vezes mais rápido que o A5 do iPhone 4S. O novo chip também possibilita gráficos de games muito melhores. Como uma demonstração, foi exibido o Real Racing 3 da EA.

Algumas novidades que eram esperadas foram o carregador wireless, que não se concretizou, e a tecnologia NFC (Near Field Communication), que se esperava no iPhone 5, porém não foi nem mencionada no evento. Entretanto foi anunciado um novo fone de ouvido que virá com o iPhone 5: os Earpods. A Apple afirma que eles foram projetados para se encaixar perfeitamente nos seus ouvidos com 3 saídas de som em cada lado, tudo para melhorar a circulação de ar e a qualidade do som.

A pré-venda do iPhone 5 terá início no dia 14 de Setembro e os pedidos começarão a ser enviados no dia 21. Os preços nos Estados Unidos com contrato de dois anos com uma operadora são os mesmos do 4S: US$199/16GB, US$299/32GB US$399/64GB.

iOS 6

O novo iOS 6 que já estava em fase beta há alguns meses para os desenvolvedores teve sua data de lançamento anunciada para o dia 19 de Setembro e rodará no iPhone 4S, 4, 3GS, novo iPad, iPad 2 e iPod Touch. O novo sistema foi melhorado no aspecto multitasking e a assistente virtual Siri ficou mais inteligente, agora respondendo perguntas sobre esportes, abrir apps, verificar informações e avaliações de filmes e ajudando a encontrar e reservar restaurantes.

Há agora no iOS 6 uma forte integração do Facebook em diversos apps e também a possibilidade de realizar um streaming de fotos.

A Apple decidiu retirar os apps do Google (Maps e Youtube) e colocar os seus próprios. O aplicativos de mapas do iOS 6 terá um guia de direção por comandos de voz e visões aéreas em 3D interativas. O Google não ficou para trás e já disponibilizou um novo app do Youtube para os usuários baixarem.

Será possível agora fazer vídeo conferências em HD pelo FaceTime mesmo se você não estiver conectado a uma rede Wi-Fi, através da conexão com a operadora.
O iCloud e o iTunes foram atualizados também, mas nada muito significativo. No iTunes ficou mais fácil criar playlists e navegar pela biblioteca de músicas. Também é possível alterar uma playlist temporariamente sem salvar as alterações. Algumas mudanças foram feitas no AirPlay, que permite passar a experiência de uso do dispositivo para a TV, e no AirPrint, que permite se comunicar com a sua impressora pela rede Wi-Fi.

iPod Nano

A sétima geração nano foi projetada para reinventar o dispositivo, com um display maior, no formato widescreen. O iPod Nano foi o produto que mais teve seu design mudado. Ele voltou a ser comprido e com um novo conector, 5,4mm de espessura, display de 2,5 polegadas e disponível em 7 cores diferentes. Será possível reproduzir vídeo assim como ouvir a rádio FM com a opção de pausar e continuar a qualquer momento. O iPod nano virá com um pedômetro (que conta o número de passos) para os praticantes de atividades físicas. Também terá bluetooth integrado para fazer o streaming de áudio para caixas de som. O iPod nano será vendido por US$149 o modelo de 16GB

iPod Touch

A quinta geração do iPod Touch terá um display de 4 polegadas assim como o iPhone 5, mas será ainda mais fino e leve, com 6,1mm e 88 gramas.

Também virá com a geração A5 de processadores, que é usado no iPhone 4S. Isso significa que o novo iPod Touch terá gráficos sete vezes mais rápido que seu predecessor, abrindo uma grande possibilidade para os games, visto que é o dispositivo mais usado para jogos em todo o mundo.

Continuando com as novidades, o iPod Touch terá uma câmera de 5mp, flash de LED e foco automático. Também é capaz de fazer panoramas como o iPhone 5 e capturar vídeo em 720p. Tem suporte ao Bluetooh 4.0 que reduz o consumo de energia e um Wi-Fi melhorado, suporta AirPlay, para jogar na sua TV, e também terá a Siri, porém necessitará de Wi-Fi. E pela primeira vez, o iPod Touch estará disponível em cinco cores e será vendido por US$299 o modelo de 32GB.

O Keynote da Apple terminou com uma apresentação da banda Foo Fighters e deixou diversas perguntas em aberto. Quanto aos rumores do iPad mini nada foi dito. Com a pré-venda do iPhone 5 começando ainda nesta semana, analistas financeiros estimam que se confirmadas as projeções de venda, a receita da Apple pode ser de até 3,2 bilhões de dólares até o final deste ano, o que representaria um crescimento de 0,33% no PIB anual americano. As ações da Apple nas semanas anteriores ao evento tiveram um crescimento de 15% e a companhia agora está estimada em 619 bilhões de dólares.

Como Tim Cook disse, não há mais dúvidas que estamos embarcando numa era móvel.

Fonte: AllThingsD